Catégories

(*) asterisco Nº 1

MICA-me, April 2010

Editorial

Desde já, olá a todas e a todos que estão a ler!

O MICA-me surgiu da vontade de um grupo de pessoas de intervir socialmente, em particular no Porto, promovendo a não discriminação e a mudança de mentalidades nas áreas da orientação sexual e identidade de género. O que nos distingue dos demais é o facto de não usarmos a intervenção politica e politizada, mas sim as artes e a cultura no geral.

É nesse âmbito que surge a (*)asterisco. A (*)asterisco propõe-se a ser uma nota de rodapé, um ponto de paragem, uma chamada de atenção, e ao mesmo tempo, a ocupar uma lacuna existente na actualidade. Pretende chegar a todas e a todos, sem excepção. Sejam heterossexuais, lésbicas, gays, bissexuais, transgéneros, pansexuais. Queremos apenas que a (*)asterisco seja mais uma forma de reivindicar o direito à indiferença, pois este é um espaço virtual no qual pretendemos que a utopia da igualdade deixe de ser uma quimera e seja real.

Colocamos em causa as verdades absolutas sobre o que é ser heterossexual e homossexual, homem e mulher, e usamos a arte, seja da forma mais tradicional ou da forma mais surrealista, como nosso meio de expressão. Em suma, queremos, de certa forma fazer valer um artigo constitucional tantas vezes esquecido pela sociedade actual, que apesar de tudo ainda considera algo que seja fora da normal como estranho e inferior.

A todas e todos que nos lêem, só me resta lançar o desafio: contactem-nos, opinem, ajudem-nos a melhorar! Podem fazê-lo enviando um email para asterisco@mica-me.org.

Artigo 13.º
(Princípio da igualdade)
1. Todos os cidadãos têm a mesma dignidade social e são iguais perante a lei.
2. Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.

Constituição da República Portuguesa